sexta-feira, 10 de maio de 2013

Vou Confessar



     Quando acordei pensei que o dia, a medida do possível seria bom. Apesar de todos os problemas, sempre tem alguém que me faz sorrir e deixo os problemas de lado por alguns instantes.
     Como de costume fui pra escola. Está tudo diferente, estou andando com outras pessoas, ficando mais na minha, na verdade fiquei escrevendo, pausadamente, porque vieram algumas pessoas me perguntar o que tinha acontecido, disseram que eu estava muito quieta, isso não era normal. Realmente eu estava.
     As coisas começaram a não fazer sentindo quando minhas motivações foram frustradas. Quando converso com as pessoas sobre, sinto que elas pensam ‘’ De novo esse assunto’’, mas pra mim é tudo tão recente. Ainda me importo com o que não deveria, novamente coloquei os problemas dos outros primeiro lugar e isso não é recíproco, não mesmo. Mas cada um tem a sua fuga pra tentar colocar as coisas no seu devido lugar. A minha continua sendo a escrita.
     Vou confessar que ainda estou aprendendo a lidar com as mudanças. Mas eu sempre acabo me adaptando, aceitando.
     Quando cheguei da escola fui escrever em meu diário, com de costume. Meu irmão ainda quer descobrir onde guardo a chave Rs. Cheguei a conclusão que tudo que está acontecendo na minha vida está servindo pra eu crescer como pessoa. Alias o que não mata fortalece. 

3 comentários:

  1. Procurava um texto e dei de cara com esse...

    Como você cresceu!

    Dois anos se passaram e algumas coisas foram conservadas, outras você aprendeu a lidar, mas a essência é a mesma!

    ResponderExcluir
  2. Procurava um texto e dei de cara com esse...

    Como você cresceu!

    Dois anos se passaram e algumas coisas foram conservadas, outras você aprendeu a lidar, mas a essência é a mesma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulinhaa, primeiro fico muito feliz por ter vindo procurar conforto aqui, não sabe o quanto isso me emociona.
      Sempre mantendo a essência ♥

      Excluir


Abra seu coração aqui!

2018 à 2019

Toda vez que eu escrevi aqui era porque de alguma forma os meus sentimentos transbordavam do peito e cara, 2018 foi insano. Foi o ano que...