sexta-feira, 27 de junho de 2014

Viagens


...Essas idas e vindas da vida! 



Ás vezes é bom ficar sozinha, só às vezes. Ir para um canto da casa onde você possa ligar o fone no último, ter paz. Ouvir aquela música que daqui algumas horas não fará mais sentido. Aproveite pra observar as coisas lindas da vida que por causa da correria passam despercebidas.


Daqui posso ver as nuvens e percebo a imensidão do céu. Como o mundo pode ser tão grande? Agora, o céu azul cheio de nuvens se transforma em uma tela enorme onde consigo ver o que aconteceu nos últimos dias. Não me lembro se acordei ou se estou sonhando no quão forte estou sendo. Caramba, eu suportei mais do que imaginava!


Será que é tudo um sonho?


Eu posso estar dormindo e daqui a pouco acordar com 5 anos e perceber que é ingenuidade querer crescer.


Não... Pera! Eu estava só observando as nuvens. Odeio essas viagens que faço sem querer, sem ao menos poder escolher o que levar na mala. Gosto te estar preparada. Não adianta muito, tudo sempre foge do meu controle. Percebo que algo/Alguém sempre fica pra trás e venho escrever.


Só preciso me lembrar de que tudo vai ficar bem!






8 comentários:

  1. Simples e bonito, eu gostei : ))
    Amo ler textos então, só posso dizer para você continuar escrevendo haha.

    Xx.

    http://loucalegalmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, odeio quando me deparo com aqueles textos gigaaantes que ficam só enrolando, já o seu é curtinho mas mesmo assim incrível ;)
    Beijos flor, seguindo seu blog amor!

    www.amantedemakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Em poucas palavras me fez refletir. Bju

    http://capricheinlife.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amo textos, e o seu é muito meigo, gostei bastante mesmoo! Continue com eles Vanessa! Beijãao pra você!

    http://garotafashion111.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os textos são, mas posso garantir que não sou nem um pouquinho ! HAHAHAHAH
      Beijos

      Excluir


Abra seu coração aqui!

A rosa que não lhe dei

Não sei exatamente onde tudo se perdeu. Se foi na brincadeira ou na própria desculpa que era outra brincadeira, segundo você mesmo. Acr...