Pular para o conteúdo principal

Fale sem rodeios


Não entendo indiretas. Assim, quando são pros outros sempre pego no ar. Até se ~alguém esta gostando de alguém~ mais meu amigo quando é comigo não percebo mexxxxmo.

Quando citei indiretas foi um exemplo bobo, mas parei pra pensar o quando a falta de comunicação pode afetar - e muito uma relação. Por exemplo, quando minha mãe precisa de algo ela já sabe como funciona então ela chega e fala preciso de tal coisa, você pode fazer pra mim?

Maravilha faço!

Já meu pai ele não é tão direto e fica jogando indiretas então não percebo se ele quer que eu faça algo ou esta desabafando ai eu fico: aaaah tendi, putz, vish...

Você pode achar engraçado. Só que às vezes ele fica magoado comigo achando que eu entendi quando eu não entendi. Parece que não fiz porque não quis.

Isso acontece diariamente na minha vida. Por isso que imploro que sempre seja direto comigo. Quando a gente joga uma indireta, por exemplo, pode ser entendida de várias maneiras, também trazendo falhas na comunicação.

Uma coisinha simples pode virar um problemão. Viu como é bom ser direto? ;)



Continuem sendo essa pessoa iluminada tchau

Comentários

  1. Acho digno isso! #PorUmMundoSemRodeios (não de peões mas de palavras).

    E outra, acho tão lindo, épico, gostoso, romântico... ( o termo mais conivente que quiser usar aqui para expressão de algo bom) quando alguém diz assim...NA LATA! digo no sentido de não ficar fazendo rodeio e a conversa fica mais leve assim!

    Super indico um mundo sem rodeios!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também prefiro que a pessoa chega e fale logo, meio que me irrita enrolações hahahaha

      Excluir
  2. Está em falta pessoas que são mais diretas e quando tem, você fica até surpresa pela atitude.
    O ser humano gosta de complicar as coisas, ainda mais na comunicação, quando tudo pode ser mais fácil.

    ResponderExcluir

Postar um comentário


Abra seu coração aqui!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Artigos Vários de Psicologia

Olááá Galerinha♥ Tudo bem? Há um tempo escrevi um texto aqui no blog contado que estava cursando Psicologia e a Chiado Editora que é nossa parceira me enviou esse livro cheio de artigos, não é puro amor?

São 87 artigos escritos por Sérgio Resende (formado em Psicologia Clinica) e estão organizados por ordem cronológica de 2007 a 2013. O legal é que são vários temas abordados, por exemplo, antropologia psicanalítica, hiperatividade, perturbações alimentares, complexo de Édipo, psicologia política, psicologia evolutiva, psicologia da religião, psicologia matemática, fobias, criatividade, telepatia e, para além de outras análises do comportamento e funcionamento psicológico humano, Teoria do Tudo em Psicologia e exopsicologia. Não são de mais?
 Eu que estou nessa vibe de estudar as abordagens e assuntos relacionados à Psicologia achei incrível esses artigos. Como são pequenos dá sempre vontade de continuar lendo. Ah e se você tem curiosidade de saber sobre a caracterização psicológica dos p…

Diferença entre esmalte cremoso e cintilante

Olá Galerinha ♥ Tudo bem? Como foi o dia das mães por ai? Aqui comemoramos no sábado porque minha mãe estava de plantão no domingo. Enfim, esses dias eu disse aqui no blog que tinha dificuldades de pintar as unhas porque existem dois tipos de esmaltes e quando comecei só conseguia com o cremoso. Então, vim aqui explicar a diferença pra quem não sabe.

Resenha: Lápis para olhos da Ruby Rose

Olá galerinha♥ Tudo bem? Eu não iria escrever nada sobre esse lápis de olho porque ele é horrível. Sei que é ruim falar assim, mas eu não tenho esse preconceito de usar produtos baratos, têm alguns que são excelentes, mas esse não. Ai pensei em fazer esse post como uma pessoa que viu um produto com o preço legal e quis levar pra experimentar. Amo quando alguém diz pra mim se o produto realmente funciona  então eis me aqui pra contar pra vocês!