quarta-feira, 27 de maio de 2015

O amor está ao lado #3

Leia também: #1 e #2.

Aquela menina é tão nervosinha que me irrita e me encanta. Veio perguntar o que tanto eu olhava para sua casa e se eu tinha perdido algo e claro que respondi que ela estava louca. Por que ela tinha que ser tão teimosa e arrogante?

Eu devia ter a beijado pra calar aquela boca, mas com certeza ela socaria minha cara. Ela não é desse tipo, sabe? Júlia é aquele tipo de menina que precisa confiar em alguém primeiro antes de qualquer coisa.

Além disso, tem o meu irmão mais novo o João que vive comentando que tem saudades de ser amigo de Júlia e acho estranho por que pelo que eu me lembre, se eles brincaram uma vez quando eram pequenos foi muito. Será mesmo saudades ou ele gosta dela? Isso está me deixando neurótico.  

Bom, se antes ela não olhava na minha cara imagine depois dessa discussão tonta.

Continua...

12 comentários:

  1. Adorei hahaha!
    Dificil gostar da mesma pessoa que um irmão/amigo...eu também ficaria neurotica com essa duvida.
    Beijos!

    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. adorei o post, muito bem escrito e me diverti a lê-lo :D beijos

    ResponderExcluir
  3. Um caso de família mesmo heim haha adorei!
    Beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  4. Tive que voltar e ler os anteriores,e como não amar algo escrito tão bem assim?
    Li esse e me apaixonei,e por isso tive que ler os anteriores para não perder nada,e já quero a parte que diz " continua "
    Gostei muito,é algo super divertido de ser lido <3
    Beijos
    http://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim meu coração não quenta Erika, obrigada pelo carinho ♥

      Excluir
  5. Genteee que bafhoooooooooooo

    Aguardando os próximos capítulos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardando as próximas tretas hahahahah ♥

      Excluir
  6. aiii tô adorandoooo!!!!!!!

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir


Abra seu coração aqui!

A rosa que não lhe dei

Não sei exatamente onde tudo se perdeu. Se foi na brincadeira ou na própria desculpa que era outra brincadeira, segundo você mesmo. Acr...