Pular para o conteúdo principal

Mal entendido

Eu já fiz três rascunhos desse texto e não consigo terminar. Já escrevi na minha agenda (onde escrevo desde 2013, é quase um diário com vários dias faltando), tentei duas vezes nesse espaço em branco aterrorizador do blogger e acabo sempre deletando ou guardando a agenda sem chegar a nenhuma conclusão.

É que no fundo tá tudo meio perdido, sabe? Vou tentar explicar porque em meio dos mal entendidos eu mesmo assim tentei.

Na verdade vim tentando quando tive um insight e fui ajuntando os pontos desde quando me chamou para o cinema, primeiro dei uma desculpa. Na segunda vez pedi para me lembrar de no meio da semana e depois veio me cobrar o porquê não fui (eu estava trabalhando)... Isso faz um tempo eu sei, mas o estalo veio conversando com uma amiga e por algumas coisas que aconteceram depois do meu aniversário.

Foi ai que tudo começou a mudar e os famosos “mal entendidos” acontecer, quer dizer, às vezes me pergunto se são realmente mal entendidos porque você não fez questão de provar o contrário. Amo a tecnologia aka WhattsApp, mas tem coisa que a gente tem que conversar, tomar um café e rolar o olho no olho. Entende?

Então, comecei a puxar assunto das coisas bobas a mais complexas, lhe disse sobre signos (faltou falar que o seu é meu paraíso astral) te contei do meu livro preferido, do meu amor pelo Darcy ou até mesmo de coisas que aprendia na faculdade. Lembra quando eu mandei um áudio toda feliz te contanto da inteligência musical? Tinha até ruído do metrô, não aguentei chegar em casa.

E aos pouquinhos fui pensando em você mais e no fundo acho que sabe disso. Não quero falar aqui de todos os desentendimentos até porque alguns mal entendidos partiram de mim também. Enfim, te emprestei meu livro preferido e se você parou a onde o marcador estava quando me devolveu minhas coisas Darcy e Lizzie ficam juntos no final. Quando eu pedi pra devolver minhas coisas foi porque achei que seria mais fácil me afastar, percebi naquela festa qual foi sua escolha e decidi que era melhor ir. Não imaginei que iria doer tanto.

Ao contrário do que dizia  nunca te achei complicado demais e tentei ver o lado bom mesmo nas coisas ruins que me falaram de você. Bom, não cabe a mim tentar explicar tudo que aconteceu agora. Leitor, eu sei que parece que tem uns furos no texto, mas acredito que seria melhor poupar vocês de todos os equívocos. Quem sabe não vira história mais pra frente? A intenção desse texto não é ser harmonioso e sim deixar alguns sentimentos que estão me angustiando e aproveitar para eternizar essa fase aqui. Então te eternizo nesse texto, no meio de todo mal entendio quero agradecer pelas coisas boas que fez (são essas que pretendo levar)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Artigos Vários de Psicologia

Olááá Galerinha♥ Tudo bem? Há um tempo escrevi um texto aqui no blog contado que estava cursando Psicologia e a Chiado Editora que é nossa parceira me enviou esse livro cheio de artigos, não é puro amor?

São 87 artigos escritos por Sérgio Resende (formado em Psicologia Clinica) e estão organizados por ordem cronológica de 2007 a 2013. O legal é que são vários temas abordados, por exemplo, antropologia psicanalítica, hiperatividade, perturbações alimentares, complexo de Édipo, psicologia política, psicologia evolutiva, psicologia da religião, psicologia matemática, fobias, criatividade, telepatia e, para além de outras análises do comportamento e funcionamento psicológico humano, Teoria do Tudo em Psicologia e exopsicologia. Não são de mais?
 Eu que estou nessa vibe de estudar as abordagens e assuntos relacionados à Psicologia achei incrível esses artigos. Como são pequenos dá sempre vontade de continuar lendo. Ah e se você tem curiosidade de saber sobre a caracterização psicológica dos p…

Resenha: Fado

Olá, como estão às coisas por ai? Se não estiverem bem acredite que a poesia pode curar. Amor, espiritualidade, alma, mente, destino... São temas abordados no livro de poesias Fado escrito por Daniel Horta Botelho e Castro. Há um tempo recebi um e-mail da editora Chiado me convidando para contar desse livro pra vocês e não esperava que fosse gostar tanto. Em cada poesia um tema que parece complicado, mas ao ler o ponto de vista de Daniel parece mais fácil encontrar o equilibro.
FADO é paraNós. Por umMundo melhor. Por todosNós.” 
Ah, sem contar as ilustrações lindas que aparecem vez ou outra para dar mais vida a poesia.


Esse livro foi publicado em Maio desse ano como o objetivo de “levar-nos a superar o triste estado em que chegamos.” Parece dramático, mas não há outra expressão para se referir a um poeta que transforma confusões em caminhos e que tem a sensibilidade de eternizar isso.


Espero que tenha ficado curioso para ler, clique nesse link e saiba mais.


Continue sendo essa pessoa ilum…

Obras: Romero Britto

Eu estava fazendo uma pesquisa de artes e conheci as obras de Romero Britto ele é brasileiro mas já espelhou suas obras pelo mundo. Então resolvi compartilha com vocês... Espero que gostem também!











Mais obras em : http://www.britto.com/
O que vocês acharam? Eu particularmente amei, essas cores me chamou muita a atenção!