sábado, 7 de janeiro de 2017

Resenha: O Diário de MR. Darcy

Olá Galerinha Tudo bem? Ganhar presente de Natal já é bom agora imagina ganhar o Diário do MR Darcy que há mais de 200 anos vem fazendo muita gente se apaixonar. Já contei para vocês que conheci a história pelo livro diário de Lizzie Bennet e achei incrível. Para ler a resenha dele clique aqui ou para de Orgulho e Preconceito aqui e também fiz um post comparando os livros e nesse citei o quando queria o Diário do MR Darcy bem antes de ser lançado. Enfim, vamos lá:
“O único lugar em que Mr. Darcy poderia compartilhar seus sentimentos mais íntimos eram as páginas do seu diário. Dividido entre o senso de dever com o nome de sua aristocrática família e a paixão crescente pela plebeia Elizabeth Bennet, tudo o que esse jovem nobre podia fazer era lutar contra tal sentimento. Neto de conde por parte de mãe, Mr. Darcy possuía grande quantidade de terra, enorme receita com os inquilinos e uma grande riqueza herdada. O tamanho de sua propriedade e o seu status social lhe davam, inclusive, o direito de nomear o vigário da paróquia e faziam dele uma pessoa muito influente no condado de Derbyshire, na Inglaterra do início do século XIX. Disputado pelas damas da sociedade londrina, Mr. Darcy vive sua experiência sentimental singular a partir do encontro com Elizabeth em Meryton, pequena vila do condado de Hertfordshire, no interior do país. Embora naturalmente rígido e teimoso, demonstra que, no íntimo, também é um homem dedicado e carinhoso. O Diário de Mr. Darcy, portanto, apresenta a história do improvável namoro de Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy do ponto de vista dele. Esta graciosa continuação de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, enfoca os conflitos de Mr. Darcy e as dificuldades do seu relutante relacionamento, da rejeição inicial à luta desesperada para conquistar o coração de Elizabeth. Orgulho e Preconceito tem inspirado um grande número de sequências nos dias de hoje, mas O Diário de Mr. Darcy é a mais bem-sucedida das que incidem sobre o rico e orgulhoso cavalheiro.”
O livro foi pulicado pela Editora Pedra Azul. Foi escrito por Amanda Grange e traduzido pela Andrea Carvalho. São 220 páginas de surpresas e cheias de motivos para amar cada vez mais o MR Darcy.
MR Darcy é tão orgulhoso que não consegue perceber isso e nos seus relatos soa como se esse comportamento fosse natural. Tudo que ele faz acredita que é para proteger sua irmã Georgiana ou seu melhor amigo Bingley e demora a notar seu egoísmo. Claro, que ele começa compreender depois de conhecer Elisabeth e é ai que tudo muda.
É incrível saber os sentimentos de Darcy e é engraçado ver como ele reluta contra por tanto tempo. Lendo o diário tive uma relação de amor e ódio com o personagem, mas quando me lembro de que o ódio é o outro lado do amor tudo faz sentido hahahah

Seus comportamentos e pensamentos não são diferentes do que eu esperava e entender o seu ponto de vista dá mais sentido a história e a faz mais linda ainda. Amanda Grange conseguiu dar vida a esse diário de uma forma fantástica, acredito que saber a versão do MR Darcy era o sonho de muita gente.
  E também veio esse montão de marcadores legais Não são puro amor? 

Se quiser saber mais ou comprar o livro clique aqui.

Espero mesmo que gostem e quando ler volta aqui para a gente conversar sobre?


Continue sendo essa pessoa iluminada e tchau ♥ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Abra seu coração aqui!

A rosa que não lhe dei

Não sei exatamente onde tudo se perdeu. Se foi na brincadeira ou na própria desculpa que era outra brincadeira, segundo você mesmo. Acr...